terça-feira, 14 de fevereiro de 2012

O mundo dos insatisfeitos

“A verdadeira espiritualidade não existe sem amor à vida”. Andrew Shreeve

Talvez pela sociedade urgente, tecnológica e de relações descartáveis em que vivemos, tenho percebido em demasia a presença da insatisfação em nossas vidas.

Quando faz frio implora-se pelo calor, para quando fizer calor orar-se pela chuva, que ao cair já se prevê o cessar. Gordos querem ser magros assim como quem tem cabelo enrolado o deseja liso. Pobres querem ser ricos e os ricos lamentam a prisão de suas casas e seus carros de luxo. E sem falar no nosso aparelho celular que sempre precisa ser trocado pelo último modelo lançado hoje!

E nisso, assim como nossos antepassados, seguimos buscando um caminho espiritual. Mas o insucesso nos aflige a ponto de nem mesmo conseguirmos parar por meia hora para ficar em silêncio, sem fazer nada.

Somos insatisfeitos até mesmo por hábito, talvez por assim termos aprendido e nunca parado e olhado a vida verdadeiramente.

Urge ao que busca um encontro consigo mesmo, encontrar, antes, um sentimento genuíno de amor pela vida, pelas coisas e pelos seres todos da natureza. Nós... Deus... a natureza... somos um.

2 comentários:

  1. Efêmero e insuficiente, é mundo do consumismo capitalista. Tudo a alimentar esse ciclo saturado.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Agradeço sempre por sua presença, meu amigo.

      Excluir