quarta-feira, 10 de novembro de 2010

Afastamento forçado

Não sei o que fazer sem o computador. Meu laptop estragou e ando remando pela casa sem foco, lendo alguma coisa, relendo outra, mas tudo sem importância. Agora estou diante do roteiro de Intercâmbio, título provisório do romance, e é como se me faltasse olhos e mãos para continuar. Só nesses momentos é que me dou conta do quanto nos deixamos seduzir pela tecnologia. Experimente, por exemplo, uma pane geral na rede de informática de uma empresa: a equipe simplesmente para, atônita, sem saber como agir e prosseguir, tanto que é dispensada na sua totalidade. Não há solução, é tudo virtual, o sistema de trabalho, os clientes, os processos.

A caneta talvez seja extinta dali a dez ou vinte anos. As crianças serão alfabetizadas digitalmente e toda a casa será comandada por computador (realidade já), assim como as escolas, as universidades e hospitais. Pois bem, o que me resta é parar aqui e pedir a companhia de um bom livro impresso e um café que eu mesmo fiz.

Até mais!

Nenhum comentário:

Postar um comentário